LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO | Esse espaço tem o objetivo de oferecer suporte didático democratizando o ensino da Biologia. Todo o conteúdo encontrado aqui (resumos, exercícios, textos etc.), poderá ser livremente baixado ou citado por professores, alunos, outros Blogs, sites, fóruns ou qualquer mídia de comunicação mediante informação da fonte: SILVA, F. R., Et al. . Eu Não Entendo Biologia. 2008; Tema: Biologia para o ensino médio. (Blog).Acessado em:__/__/2017.
NÃO RESOLVEMOS QUALQUER TIPO DE TRABALHO ESCOLAR OU UNIVERSITÁRIO.
Você que acessa e utiliza o site esteja ciente das informações acima aproveite e deixe um comentário.
Para se cadastrar como frequentador
CLIK AQUI

Pesquisar no Blog

Chaguismo

Uma doença muito cobrada nos vestibulares é a doença de chagas, e por isso decidi falar dela. A doença é causada por um protozoário conhecido como Trypanosoma cruzi que pode ser encontrado na forma flagelada e aflagelada.
Os protozoários são organismos unicelulares, sendo a maioria heterotrófica. Podem ser parasitas de outras células ou de vida livre. Quando parasitam outras células são causadores de várias doenças aos homens, animais e vegetais.
O Trypanosoma é um parasito heteroxênico, pois passa em seu ciclo de vida por dois hospedeiros diferentes (o barbeiro e um mamífero) .
O barbeiro é um inseto hematófago (se alimenta de sangue) e tem hábitos noturnos. As principais espécies desse inseto transmissor da doença de Chagas são do gênero Triatoma, Rhodnius e Panstrongylus. Sendo hematófago, suga o sangue de animais silvestres, domésticos e até de aves, no entanto a espécie Trypanosoma cruzi tem apenas os mamíferos com seu hospedeiro vertebrado.
Quando sugam sangue de animais mamíferos infectados ou até mesmo outros humanos, o inseto ingere parasitas juntos com o sangue. No tubo digestivo do inseto, o parasita multiplica-se assumindo a forma flagelada infectante no final do intestino. Ao picar uma pessoa e defecar no local da picada, esses parasitas são eliminados juntos com as fezes. Ao coçar o orifício da picada, cria-se uma “entrada” para que esses parasitas penetrem no corpo invadindo células e finalmente chegando à corrente sanguínea por meio do qual atingem vários órgãos. Nesses órgãos, assumem a forma aflagelada formando grupamentos ou ninhos no interior das células principalmente do sistema nervoso, digestório e do coração. Ao dividir-se, originam a forma flagelada rompendo as células e retornando à corrente sanguínea reiniciando todo o ciclo.
Os sintomas variam, mas no local da picada pode desenvolver uma lesão volumosa. Se a picada for perto do olho é comum conjuntivite com edema da pálpebra. Outros sintomas possíveis são febre, aumento das glândulas linfáticas, que ficam doloridas, e aumento do fígado e baço. Na população adulta, a grande maioria dos pacientes permanece assintomática, desconhecendo que está doente. O parasita é capaz de se multiplicar no corpo do hospedeiro durante anos ou mesmo décadas, sem que a vítima tome conhecimento da infecção . Há evolução para as formas crônicas, que se desenvolvem até 10-20 anos mais tarde.
Na fase crônica , as manifestações estão relacionadas a lesões no coração (aumento) e no tubo digestivo( dilataçaõ do esôfago e do intestino grosso) causando sérios risco à vida do paciente.
A transmissão pode ocorrer através da placenta ( forma congênita da doença), e transfusões de sangue , já houve registros , entretanto, por transplante de órgãos.

Em alguns casos, se o barbeiro infectado for moído ou triturado com alimentos, como é o caso do açaí ou da cana-de-açúcar, a transmissão pode ocorrer por via oral.(COGO, 2009)

Ainda não há vacina para a prevenção da doença. A prevenção está centrada no combate ao vetor, o barbeiro, principalmente através da melhoria das moradias rurais a fim de impedir que lhe sirvam de abrigo. Controle da qualidade do sangue usado em transfusão. A melhoria das condições de higiene, o afastamento dos animais das casas e a limpeza frequente das palhas e roupas são eficazes.

Luana S. Almeida

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Doen%C3%A7a_de_Chagas
http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?151
http://www.brasilescola.com/doencas/doenca-chagas.htm
MERCADANTE, Clarinda et al.Biologia .Vol Único. Ed Moderna, 1999.
COGO, Clarissa. 100 anos da Doença de Chagas: avanços poderiam ser maiores, diz pesquisador. Disponível em : http://www.icb.ufrj.br/index.php?option=com_content&task=view&id=663 >Acessado em 03/02/2010.
DNDi. Doenças negligenciadas- Doenças de Chagas.Disponível em : http://www.dndi.org.br/Portugues/doenca_chagas.aspx> Acessado em 03/02/2010.

2 comentários:

  1. É isso galera!! É importante conhecer bem o ciclo da doença e ficar ligado nas pegadinhas que sempre caem em provas !O conhecimento do assunto é fator essencial também durante o desenvolvimento de uma redação ,até porque ninguém quer aparecer nas "pérolas "
    ( PÉROLAS=BESTEIROL) encontrada nas provas. :D

    bjss verdes !

    ResponderExcluir
  2. é cai tanto em vestibulares que caiu esse tema no vestibular da ufpa-2010, 3 fase, quem deu uma linda nesse post. lembrou de uma informação para matar a questão (não tem vacina até então para essa doença). Abraços Luh e parabéns ajudou uns alunos daqui, e continue postando, abraços de eu.

    ResponderExcluir

Atenção! Os comentários são para trocamos conteúdos, opiniões, dúvidas, elogios, críticas, sugestões etc., ou seja, é uma forma de interagirmos com você. Então deixe sua mensagem aqui abaixo, pois é nosso principal combustível para novas postagens.

QUESTÕES DE BIOLOGIA DE VESTIBULARES RECENTES CLIQUE AQUI PARA BAIXAR